WEB RÁDIO NOVA ALIANÇA GOSPEL

NOSSOS PARCEIROS MISSÃO EVANGELIZAR È PRECISO

NOSSOS PARCEIROS IDE E PREGAI O EVANGELHO

NOTICIAS E INFORMAÇÃO DO MUNDO GOASPEL

RÁDIO NOVA ALIANÇA E AS NOTICIAS DO MUNDO CRISTÃO 24 HORAS NO AR NOVA ALIANÇA LÍDER EM AUDIÊNCIA

quarta-feira, 26 de julho de 2017

Autor de “100 Ovelhas”, veterano cantor gospel morre aos 88 anos

O cantor, compositor e missionário Juan Romero faleceu na última sexta-feira, 21 de julho, aos 88 anos. O artista era o autor da música Vision Pastoral (popularmente conhecida no Brasil como “100 Ovelhas”).
A emissora de TV cristã CVC LaVoz noticiou a morte de Romero, mas os detalhes não foram especificados. Mexicano, ele também deixou obras escritas e grande legado na comunidade evangélica latina. O cantor Marcos Witt comentou a partida de Juan Romero: “Hoje partiu para a glória nosso amado Juan Romero. Poeta, compositor, escritor e comunicador por excelência do mundo cristão. Seu hino ‘Visão Pastoral’ tornou-se um padrão clássico da música cristã. Gerações de ministros foram inspiradas e motivadas por sua simpatia e senso de humor. Aquele que compôs e cantou ‘O Bom Pastor’, tem agora a alegria de ser abraçado por Ele. Eu o homenageio hoje e sempre. Sentirei sua falta, meu querido amigo”, lamentou. Outro que prestou condolências foi o ministro de louvor Danilo Montero: “Hoje, o cantor mexicano Juan Romero foi para o Senhor. Entre as músicas que ele escreveu, a ‘Visão Pastoral’ (ou ‘Eram cem ovelhas’) era uma das muitas que conhecemos. Eu o conheci aos quatorze anos, quando ele veio para nos dar uma palestra de treinamento para futuros professores de escola dominical. Ele gostava de cantar, então eu ia várias vezes durante a semana. Mas o que tocou minha vida era mais profunda paixão por Deus e seu humor, singular. Eu sabia que estava na frente de um exemplo do que eu queria ser: alguém que servia a Deus com sinceridade e paixão”, comentou, de acordo com o portal Noticias Cristianas. Trajetória Nascido em 11 de janeiro de 1929, em Monterrey (México), Romero tinha sete anos quando um jovem missionário chegou à sua cidade natal e pregou a ele. 19 anos depois, Romero se tornaria um evangelista, e em 1949 se casaria com Aurora Orozco, com quem teria quatro filhos. Entre 1967 e 1976, Romero serviu como um representante da Escola Dominical na América Latina e nas Antilhas, acompanhando o missionário Jorge Davis, com programas sociais para jovens, no modelo “escoteiro”. Nos anos 2000, ele e sua esposa veicularam um programa de televisão que alcançou mais de 70 milhões de pessoas. Ao total, Romero compôs mais de 430 canções, dezenas de livros – incluindo uma coleção de poemas – e uma autobiografia sobre seus 50 anos de ministério. Assista no vídeo abaixo uma apresentação do cantor Juan Romero ao lado de Marcos Witt em 1995:
Fonte - Noticias Gospel Mais/Por-http://www.radionovaalianca.net/

sexta-feira, 14 de julho de 2017

Pesquisadores anunciam estudo de transplante de útero para que homens transgênero possam engravidar

HOMECIÊNCIA & SAÚDEPesquisadores Anunciam Estudo De Transplante De Útero Para Que Homens Transgênero Possam Engravidar Pesquisadores anunciam estudo de transplante de útero para que homens transgênero possam engravidar13 de julho de 2017 O nascimento de uma criança no Reino Unido, gerada no útero de uma mulher que vem fazendo a transição de gênero para ser, legalmente, um homem, foi a oportunidade usada por um grupo de pesquisadores anunciaram que estão buscando formas de proporcionar a gravidez a pessoas nascidas como homens. O caso de Hayden Cross, 21 anos (nascida Paige Cross), virou manchete no Reino Unido, porque ao dar à luz uma menina, pesquisadores disseram que, em breve, homens que se identificam como mulheres poderão engravidar, se forem submetidos a um complexo tratamento. De acordo com informações do portal Charisma News, uma equipe da Universidade de Liverpool está se dedicando ao estudo dos “procedimentos de transplante do útero”. Assim, segundo os pesquisadores, pessoas transgênero nascidas como homens poderão sustentar uma gestação. A ideia está tão arraigada no meio médico que, profissionais do Serviço Nacional de Saúde disseram ao The Mail que, uma vez terminada a pesquisa, os transplantes devem ser pagos com dinheiro público, pois isso representaria “a igualdade consagrada na lei”. Dr. Amel Alghrani, chefe da equipe da Universidade de Liverpool, afirmou que esse procedimento de transplante é uma possibilidade real, e explicou que poderia ajudar não só mulheres transgêneros a ter filhos, mas também homens homossexuais e heterossexuais que “queriam experimentar as alegrias de levar uma criança”. O escritor cristão Michael Snyder produziu um artigo sobre o anúncio dos pesquisadores britânicos e chamou atenção para a confusão generalizada que a ideologia de gênero poderá causar na sociedade em poucos anos. “Então, se um homem tivesse um transplante de útero e ainda quisesse ser conhecido como homem, qual seria a maneira correta de identificar essa pessoa? Como comentei recentemente, a fluidez de gênero está se tornando uma tendência relevante em nossa sociedade, e as linhas entre homens e mulheres estão embaçadas. Na verdade, designers de moda agora estão colocando vestidos, saias e saltos de 8 polegadas para homens”, comentou. Ao final, observou que as gerações anteriores “nunca tiveram que enfrentar essas questões”, o que mostra como “nosso mundo está mudando a um ritmo que é quase incompreensível”.
Fonte- Noticias Gospel Mais/Por- http://www.radionovaalianca.net/

quarta-feira, 5 de julho de 2017

“Não alcancei uma só vitória na base da oração ou do jejum”, afirma bispo Edir Macedo

HOMEBRASIL“Não Alcancei Uma Só Vitória Na Base Da Oração Ou Do Jejum”, Afirma Bispo Edir Macedo “Não alcancei uma só vitória na base da oração ou do jejum”, afirma bispo Edir Macedo5 de julho de 2017 O bispo Edir Macedo publicou um artigo em que despreza a prática do jejum e da oração, afirmando que apenas o sacrifício pode levar o cristão às conquistas materiais. A mensagem, de ênfase à teologia da prosperidade, contradiz o testemunho do próprio Jesus Cristo, que orou e jejuou por 40 dias no deserto, e venceu uma tentação maligna. Macedo afirma no texto que ao longo dos 40 anos que está à frente da Igreja Universal do Reino de Deus aprendeu “o maior e mais eficaz segredo da fé”, que segundo ele é o “sacrifício”. “Não o aprendi na Faculdade de Teologia nem nos primeiros treze anos de fé. Aprendi com o desenvolvimento da IURD, exercitando a fé inteligente, ainda que tropeçando nos seus mistérios, algumas vezes caindo nas armadilhas da fé emotiva”, alega. O líder neopentecostal – que terá sua trajetória de vida contada em uma trilogia de filmes – garante que os sacrifícios são a chave para o sucesso. Como não vê pastores e bispos da Universal pregando rituais de sacrifício com animais, a associação imediata é com um esforço financeiro descomunal. “O Espírito Santo achou por bem me conduzir a desertos para aprender a separar a fé emotiva da fé racional. As dificuldades do deserto obrigam o uso da Fé inteligente para a sobrevivência. Na prática, aprendi que quanto maior é o sacrifício maior é a firmeza da fé consciente, e maiores as conquistas”, incentiva Edir Macedo. Na sequência, o bispo dispara: “Não me lembro de ter alcançado uma só vitória na base da oração ou do jejum. Apesar de serem fundamentais na comunicação com Deus, ainda assim, tinham de ser acompanhados de atitudes, aparentemente, ‘loucas’, impetuosas, mas carregadas de convicção do Espírito de Deus”, argumenta. Se a fé que prega é “racional”, onde está a lógica em tomar “atitudes impetuosas”? Macedo não explica, mas continua com seu raciocínio controverso: “Muitas vezes fiquei apavorado e tentei retroceder. Como era tarde demais, tive de ir em frente. Não havia outra escolha”. “Creio que nenhum herói da fé da Bíblia foi corajoso por si só […] O sacrifício confirma a fé e estimula a coragem do sacrificante. Israel que o diga. No passado, antes de sair à guerra, os sacerdotes apresentavam sacrifícios a Deus. Tais sacrifícios não tinham nada a ver com perdão de pecados. Eram sacrifícios de ações de graças ou gratidão antecipada pela vitória”, afirma, dizendo que tais gestos representavam “a certeza da vitória”.
Fonte- Noticia Gospel Mais/Por- http://www.radionovaalianca.net/